60 Anos de “Igreja unida, Igreja vitoriosa”

junho 23, 2017 0 Comentário »

A Catedral das Assembleias de Deus em Cosmos comemorou aniversário
de 60 anos do templo e do Coral Louvores Celestes

Por Wilder Almeida
wilderalmeida@gmail.com

A Catedral das Assembleias de Deus em Cosmos (CADEC) realizou um grande culto em Ação de Graças no dia 21 de maio para comemorar o aniversário de 60 anos do Templo e do Coral Louvores Celestes. “Estou muito feliz por poder oferecer este culto em agradecimento às bênçãos derramadas. Quando a gente cumpre nosso papel e faz aquilo que gosta, sentimo-nos mais fortes para enfrentar todas as adversidades. Eu é que agradeço a Deus e a igreja por poder participar dessa obra divina”, declarou emocionado o pastor presidente Eleazar Torres. O tema “Igreja Unida, Igreja Vitoriosa”, foi pautado na Palavra de João 17.21, que diz “Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste”.

Durante o culto, os principais membros que participaram da história do Coral foram homenageados, entre eles, a pastora Eulália Magalhães Torres e seu marido pastor Manuel Moreira Torres, na época pastor presidente da CADEC. Também foi entregue um certificado em reconhecimento às obras desempenhadas. “Gostaria de agradecer ao nosso pastor presidente que com muita paciência tem cuidado desta igreja. Talvez, possa até parecer fácil dirigir uma igreja, mas trabalhando próximo a ele vejo todas as lutas e dificuldades que se opõe à obra. Só Deus sabe quantas vezes os nossos pastores, mesmo de coração triste, nunca deixaram de atender aos irmãos com alegria. A Assembleia de Deus em Cosmos agradece com esta singela homenagem por toda a dedicação em nos pastorear”, ofereceu o evangelista Rodrigo Bufelli.

O regente e coordenador do coral, pastor Napoleão Nicácio, faz uma síntese sobre os sessenta anos. “Eu cheguei nessa igreja aos 16 anos em 1950, e logo fui trabalhar com o coral, na época apenas um quarteto, era um início difícil e bem pequeno na área musical para época. Foi somente em 1957 que ao ser inaugurada a antiga igreja é que de fato institui-se o Coral. Eu, irmã Luzia, irmã Meria, irmã Teresinha, irmã Alcedina, irmã Iraci Marinho, irmão Joaquim Marinho Filho; nós fomos os primeiros integrantes. Nossas atividades sempre estiveram alinhadas às atividades do campo de Cosmos. Fazíamos visitas nos lares, trabalhos evangelísticos ao ar livre, eventos comemorativos em datas cívicas, trabalho missionário, enfim, atuávamos em diversas atividades do campo da igreja. E na época tínhamos um total de 38 congregações em nosso campo e quase todas mantinham um coral neste período. Ao longo dos anos o número de corais foi diminuindo restando apenas este coral da Matriz”, contou o pastor Napoleão.

A irmã Luzia Vieira de Oliveira, de 77 anos, falou sobre sua emoção ao ser homenageada. ”Foi um prazer muito grande principalmente em estar com Napoleão. Ele que foi uma bênção em nossas vidas e que sempre nos foi atencioso, sobretudo com as preocupações do Coral. É uma vitória poder vê-lo desempenhar com afinco essa obra até hoje e participar dessa festa com saúde, glorificando ao Deus que nunca nos desamparou e ainda tem cuidado de nós”, disse a irmã Luzia.

Compartilhar!

POSTS RELACIONADOS

Deixe uma resposta:

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *