Saiba como evitar erros na hora de construir uma igreja

novembro 23, 2012 1 Comment »

Pastor José Pedro Teixeira, presidente da Catedral das Assembleias de Deus em Santa Cruz, esclarece tudo sobre a construção de templos, fala sobre a compra do terreno, e ainda dá dicas de como obter recurso para a obra

Líder maior da Catedral das Assembleias de Deus em Santa Cruz e administrador de um campo com aproximadamente 16 mil membros nas cerca de 230 igrejas espalhadas pelo país, o Pastor José Pedro Teixeira é conhecido pela habilidade de construir igrejas com eficiência e estilo. Aos 68 anos, ele tem a mesma paixão de quando ergueu a primeira igreja há quase 50 anos atrás. Aproveitando a experiência desse respeitado líder evangélico, o REGIONAL preparou uma entrevista com dicas valiosas, que todos os pastores precisam saber antes de começar a construção de uma igreja. Aproveite.

Como foi que o senhor se envolveu com construção de templos?

Hoje eu sou aposentado de Furnas Centrais Elétricas, mas durante muitos anos eu fui gerente da usina nuclear e por trabalhar em grandes canteiros de obras acabei adquirindo muita experiência. Por outro lado, também sempre estive muito interessado por construções de igrejas e comecei a me envolver com isso muito cedo. A primeira igreja que eu construí foi uma igreja na comunidade Rio das Pedras aqui no Rio, em 1966. Mesmo sem dinheiro e pouquíssimos membros, nós conseguimos construir uma igreja para 120 pessoas em dois anos, essa foi a primeira subcongregação com ponto de pregação da Barra da Tijuca. De lá para cá não parei mais.

Quantas igrejas, em média, o senhor constrói por ano?

Complicado responder. No ano passado, eu construí uma igreja a cada dois meses no nordeste, sem contar com as do Brasil.

O senhor levou dois anos e meio para erguer essa Catedral, qual foi o segredo?

Conhecimento ajuda muito. Essa obra tem várias histórias, eu mudei a construção inicial, coloquei toda a laje da galeria em isopor e o restante em aço.  Nossa galeria cabe aproximadamente 800 pessoas, é uma igreja grande. Se eu fosse fazer em concreto, só a viga principal pesaria mais do que toda a ferragem que eu usei para fazer a construção da igreja, o ferro é mais leve e mais resistente. Tudo isso é conhecimento, o que ajuda muito.

Quais são principais cuidados na hora de adquirir o terreno para a construção?

O primeiro cuidado é nunca escolher um terreno nos grandes centros, principalmente se você for construir uma Catedral. Precisa ser um lugar de fácil acesso e tem que ter uma grande área de estacionamento. O terreno tem que ser grande, para você não ter problemas com espaço no futuro. O importante mesmo é planejar construção, e é aí que as pessoas pecam. Quando se pensa em construir, você precisa analisar a quantidade de membros que você já tem, e projetar o crescimento para o futuro, pelo menos uns 20 anos à frente. É preciso pensar nas atividades culturais e sociais que você pretende desenvolver. Tudo depende da quantidade de templos que você tem e aonde você quer chegar, ai você vai pensar no espaço para a igreja. Hoje eu aconselho que se faça a igreja sempre na horizontal, porque em vertical dá muito trabalho para idosos, crianças, gestantes e etc. Lembrando que o que não pode faltar no projeto é o estacionamento.

Para iniciar a construção da igreja, o ideal é que o terreno já esteja quitado ou não necessariamente?

Se a igreja tem recurso para pagar o terreno e construir, o ideal é que comece a construção já. Porque quando você não começa a construir, logo aparecem igrejas vizinhas. E eu, particularmente, não abro igreja perto de outra igreja. Eu tenho o cuidado de procurar lugar que não tenha igreja. Já fechei vários templos em construção, porque abriram igreja do lado da minha.

E o que fazer, quando o dinheiro não dá para fazer a obra toda de uma vez?

Se o pastor não quer correr risco, não acredita no retorno da igreja, ele contrata a empreitada por fases. Faz primeiro as fundações, faz o orçamento dos produtos que vai utilizar, e assim por diante.

É importante contratar um arquiteto para desenhar a igreja, ou a liderança pode fazer isso e economizar?

Hoje eu já não contrato arquiteto, pois eu tenho meus projetos. Mas tenho aqui um estudante de arquitetura, uma pessoa com uma visão tremenda da área de fachadas, 3D, com quem tenho trabalhado ultimamente. Mas se o pastor não entender do assunto, ele terá que contratar um arquiteto, pois a obra tem que ser planejada. A obra pequena, um técnico até resolve, mas se for obra grande é bom contratar um arquiteto.

Qual o maior erro que os pastores cometem na hora de construir?

O maior erro é não planejar. O segundo é sempre colocar a igreja no lugar errado. Escolher o lugar é fundamental. Os pastores não costumam se preocupar com o lugar, porque eles se contentam em ganhar o terreno. Já cheguei a rejeitar um terreno, porque o lugar não era bom. Deus colocou no meu coração de construir sempre as igrejas em lugar de destaque, e sou determinado no que me proponho a fazer.

E quanto ao material?

Use sempre o melhor material, pois não adianta você investir bem na estrutura e o material ser de pior qualidade. O tempo vai mostrar se o material que você utilizou era bom ou não e aí você terá que gastar mais.

Existem igrejas que estão há mais de 10 anos em obra, onde está o problema?

Na gestão. A maioria dos pastores, são pastores e não administradores, não entendem de gestão. Em dois anos e meio eu construí essa catedral, e em dois anos e meio eu reconstruí todo o campo. Tenho hoje projetos tão práticos para 200, 300 pessoas sentadas que eu construo em 75 dias. A minha experiência em obra me ajuda muito. Muitas vezes, mesmo o pastor tendo condições financeiras, ele não termina rápido a construção, porque não tem a visão de gestão, de administrador. Eu faço uma economia tremenda quando vou comprar os terrenos, negocio à vista e o valor que eu economizo dá para comprar o material e às vezes até fazer a obra toda.

Qual é a melhor maneira de obter recurso para a obra?

Muitos pastores não valorizam o poder que a igreja tem. Eu digo sempre o seguinte: o forte reino torna forte a fraca gente, e o fraco reino torna fraca a forte gente. Então é o pastor que tem que motivar a igreja, sonhar com o crescimento, mostrar a necessidade para atrair essa ajuda. Se todos tiverem motivados para ajudar, com certeza ele vai conseguir recurso para realizar a obra. Carnê, doação, tudo é valido, mas o pastor é a peça fundamental.

Compartilhar!

POSTS RELACIONADOS

One Comment

  1. Francisco Albenes de Freitas 15 de janeiro de 2016 at 14:07 - Reply

    Temos um terreno medindo 14m de frente por 30m de fundos. Pretendemos construir um templo com capacidade para 200 pessoas. 10x20m é suficiente? Ou qual e medida certa? Gentileza me passe informações por Email.
    Paz Pr Albenes

Deixe uma resposta:

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *