“Prosseguindo para o alvo: CRISTO”

setembro 22, 2015 0 Comentário »

Esse foi o tema da festa na Catedral das Assembleias de Deus em Santa Cruz que comemorou os 15 anos de inauguração do Templo e o 21º Congresso da Cibesc

Por Monique Suriano

A Catedral das Assembleias de Deus em Santa Cruz (Cadesc), presidida pelo pastor José Pedro Teixeira, recebeu mais de 18 mil pessoas entre os dias 5 e 8 de setembro na comemoração pelos 15 anos de inauguração do novo Templo e pelo 21º Congresso da Cibesc (União de Mulheres). Foram quatro dias de Palavra, adoração, glória, e quebrantamento. “Prosseguindo para o alvo: CRISTO” foi o tema da festa, baseado em Filipenses 3.13. Os pastores José Pedro Teixeira, Abner Ferreira, Samuel Mariano, e a missionária Sheyla Xavier estiveram encarregados da ministração da Palavra de Deus. Elaine Martins, Georgete Rocha e Flordelis foram as cantoras escaladas para a festa. Durante o evento, uma exposição alusiva aos 15 anos de inauguração do novo Templo pode ser apreciada pelos irmãos.

Na noite de abertura do Congresso, a cantora Elaine Martins emocionou o público com as canções “Ouve Senhor”, “Colhendo Frutos”, “Buscar Tua Face é Preciso”, e a marcante letra “Santificação”. Elaine fortaleceu a igreja testemunhando sobre a cura do seu filho. O preletor da noite foi ninguém menos que o presidente José Pedro Teixeira. Ele pregou no tema e falou sobre a importância de se ter foco em todas as áreas da vida. “Vocês já repararam quanta gente vive sem rumo na vida? Essas pessoas não chegam muito longe. O avivado é aquele que tem alvo, que não muda de postura com o tempo. Qual é o seu alvo?”, indagou o pastor José Pedro.

No domingo, dia 6 de setembro, a pastora Ediná Gomes Teixeira, presidente da Cibesc, recebeu a Medalha Tiradentes pelas mãos do deputado estadual Carlos Alberto Lavrado Cupello, mais conhecido como Tio Carlos. Em seguida, a missionária Sheyla Xavier assumiu a tribuna para ministrar a Palavra de Deus. Ela conquistou os irmãos com uma poderosa explanação sobre as características do atleta de Cristo. “Paulo vai usar um atleta para representar a nossa vida cristã. O atleta tem postura; ele se posiciona como vencedor, como quem sabe o que quer. Se apruma crente! levanta esse ombro, levanta essa cabeça. Sai da posição de prostrado, porque a corrida ainda não acabou. Ainda dá para vencer!”, animou a missionária Sheyla Xavier.

A cantora Flordelis testemunhou sobre a cura da filha e impactou os presentes no terceiro dia da festa. “Os médicos ficaram atônitos quando os exames comprovaram que os 30 tumores tinham desaparecido do corpo da minha filha”, disse. Ela cantou as músicas “Questiona ou Adora”, “De Joelhos”, e “A Volta Por Cima”, que foi entoada em conjunto com o grande Coral da Cibesc. Ainda nesta noite, o presidente da Convenção Estadual das Assembleias de Deus do Ministério de Madureira no Estado do Rio de Janeiro, pastor Abner Ferreira, pregou sobre a vida de Jacó.  “Deus nos livra do peso do pecado, mas toda causa tem um efeito. Jacó sofreu demais; ele usou de astúcia com seu irmão e participou de uma trama com sua mãe. Mas depois que a gente encontra com Deus, a gente nunca mais é o mesmo”, disse.

Pela primeira vez na Cadesc, o cantor e pregador Samuel Mariano conquistou a simpatia dos irmãos com carisma e muita unção de Deus na ministração dos louvores “Meu Tributo”, “Adorarei”, “Um Homem, Um Tanque, Uma Cama”, “A Túnica”, “Milagre em Betesda”, “Depois do Culto”, entre outros. Em vários momentos da ministração no último dia da festividade, a igreja foi cheia do poder de Deus, de forma que muitos irmãos choravam e outros eram fortalecidos pelo mover do Espírito Santo. Samuel Mariano pregou sobre a vida de Joquebede, baseado em Êxodo 2. Ele fez comparação entre o bebê gerado por Joquebede e a chamada de Deus gerada na vida do cristão. “Eu estou com saudade da época em que os ministérios eram gerados em tempos de perseguição. Quanto mais alguém ameaçava de morte; mas Deus dizia: vai nascer!”, enfatizou. “A criança era perseguida, mas quando a mãe olhou, ela achou o bebê bonito. “Dá uma olhada no menino aí, olha bem para essa chamada, olha para o projeto de Deus na sua vida. A perseguição só existe, porque a tua chamada é bonita”, completou o pastor.

 

Compartilhar!

POSTS RELACIONADOS

Deixe uma resposta:

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *