Namoro cristão

julho 4, 2016 0 Comentário »

Confira dicas para ter um namoro que agrade a Deus

Por Daniella Fernandes

danyyfernandys@hotmail.com

Encontrar a pessoa certa, namorar, fazer planos para o futuro e construir uma família. Talvez ter um relacionamento amoroso e feliz seja um dos grandes desejos do ser humano. Mas existe um diferencial quando um casal evangélico está se relacionando: eles anseiam não só agradar um ao outro, mas, não desagradar a Deus no relacionamento que está sendo construído. Como é possível ter um relacionamento que alegre o Espírito Santo? Como encontrar a pessoa certa? Sexo antes do casamento é pecado? Essa matéria vai esclarecer esses e alguns pontos que geram muitas dúvidas nos casais cristãos.

Uma das maiores angústias dos casais cristãos talvez seja a respeito da vida sexual. Muitos casais de namorados são orientados por seus líderes a não fazerem sexo antes do casamento. A líder de cursos do Ministério Casados Para Sempre, da Igreja Batista Nova Filadélfia, Cristina Maciel, explica que não existe um versículo específico na Bíblia que fale sobre virgindade, mas que ela se baseia em 1 Coríntios 6.19-20, que diz que o corpo do cristão é templo do Espírito Santo, para afirmar que o sexo só é permitido depois do casamento. “O sexo após o casamento é um presente do Senhor. Por isso o casal deve seguir literalmente as orientações conforme a Palavra de Deus, mesmo que não esteja escrito de forma literal sobre o assunto, mas devemos contextualizar a nossa vida em tudo o que está escrito na Bíblia Sagrada. Um versículo também que posso usar como referência é 1 Tessalonicenses 5.22: ‘Abstende-vos de toda espécie de mal.’ O sexo, a intimidade, as carícias não são e nem aparentam ser o mal, no casamento são bênção; antes e fora dele, se tornam maldição e pecado”, afirma. Cristina ainda ressalta que o corpo realmente dá sinais de desejo um pelo outro, o que não é pecado, é sinal de que o corpo funciona bem, mas que é pecado dar vazão ao que o corpo está falando naquele momento.

O pastor presidente da Assembleia de Deus Canto de Vitória (ADCAV), José Moreira, também reforça a ideia do casal se manter virgem até o dia do casamento. “No namoro cristão um deve respeitar o outro até o dia do casamento. Sexo antes do casamento é fornicação, é pecado diante de Deus. Sexo antes do casamento é um desrespeito às coisas de Deus. Pode gerar conflitos entre casal no decorrer do casamento, principalmente se eles forem cristãos”, diz o pastor. O casal cristão da sede da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, Paulo Maskote e Déborah Freire, namoraram durante um tempo, mas permaneceram firmes no propósito de se guardarem um para o outro, e também explicam que a virgindade é fundamental por ser um requisito de Deus, a fim de demonstrar um tipo de separação e santificação. “Quem abre mão de um princípio, automaticamente abre mão das consequências que este assegura. Assumir esse posicionamento em um tempo em que tantas coisas perderam o valor é complicado. Tem que se preparar para ouvir muito deboche, muita gracinha, pois não é um tipo de coisa que a sociedade estimula. Hoje em dia, quase tudo estimula o jovem a ter suas experiências sexuais livre de regras e o que vemos como resultado é um vazio nas pessoas”, contam. O casal ainda dá dicas para se preservar puro até o casamento: “Nosso corpo é como um controle remoto, se apertar em um determinado botão vai nos levar a um determinado canal. Precisamos dar limites às mãos. O casal precisa sempre conversar, inclusive impor limites. Se o namoro for só ‘pegação’, o casamento não sobreviverá, porque nem só de sexo sobrevive um casamento. Namoro é tempo de se conhecer, planejar, passear e também beijar. Mas evitem ficar muito sozinhos, em lugares muito isolados; procurem novas amizades, saiam com os amigos para rir e se divertir. Essas são excelentes saídas para quem deseja viver os propósitos do céu e construir um relacionamento saudável e aprovado diante de Deus”, aconselham.

Como achar a pessoa certa?

De acordo com a líder de cursos do Ministério Casados Para Sempre, da Igreja Batista Nova Filadélfia, Cristina Maciel, para achar a pessoa escolhida de Deus para sua vida, primeiramente, é preciso confiar no Senhor e esperar n’Ele. “Acalmar o coração, ter paz para viver a vida da maneira que o Senhor planejou, é a melhor forma de esperar a promessa na área sentimental”, aconselha. Ela ressalta que o namoro cristão não é um passatempo, principalmente para quem é um servo de Deus. Outro fator apontado por Cristina é não se prender ao julgo desigual. “Deus quer que honremos as alianças feitas, mesmo aquelas que não sejam feitas com a permissão d’Ele, ou seja, depois que as coisas começam a dar errado, principalmente depois do casamento, o divórcio não pode ser a solução para esses casos para o cônjuge cristão. Não considero pecado, mas é um risco muito grande que se corre. Respondo isso com convicção, pois acredito que em todo relacionamento existe diferença, mas as chances de haver problemas seríssimos no casamento em que um cônjuge não é cristão são reais e comprovadas por muitos irmãos em Cristo”, afirma.

Existem outros pontos listados por Cristina para escolher seu parceiro (a): servo (a) de Deus, obediente à Palavra, ser um bom filho ou filha, ser uma pessoa subordinada à liderança espiritual, respeitar os costumes e regras da sua família e ser uma pessoa que tenha objetivos pessoais e profissionais e ser trabalhadora. “Existem muitas outras características, mas para um início de observação, é um bom começo. Lembrando sempre que não existe ninguém perfeito, mas existem pessoas maravilhosas que o Senhor criou”, finaliza.

Compartilhar!

POSTS RELACIONADOS

Deixe uma resposta:

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *