CIBEC COMEMORA 41 ANOS DE AÇÕES FILANTRÓPICAS

fevereiro 4, 2018 0 Comentário »
“Iniciativas como esta são de extrema importância, sobretudo com a atual crise econômica na qual estamos passando”. Destacou o Subchefe da casa Civil do Rio de Janeiro

Por Wilder Almeida

Ao final de 2017, a Catedral das Assembleias de Deus em Cosmos (CADEC), presidida pelo pastor Eleazar Torres, comemorou o 41º Congresso das Confederações de Irmãs Beneficentes Em Cosmos (CIBEC) em conjunto com o 5º Aniversário do Grupo de Percussão Essência de Adorador. A pastora Marta Torres que é presidenta da CIBEC, emocionou-se ao declarar que: “A CIBEC intervém para auxiliar qualquer família sem as condições que julgamos básicas e dignas, inclusive é comum outras igrejas nos pedirem ajuda em seus projetos sociais. Inevitavelmente, nos deparamos com famílias em situações muito precárias chegando até falta de alimento. Portanto, além de apoio espiritual nas orações, fazemos acompanhamento em equipe durante o tempo que for necessário até que essa família esteja restabelecida.”

A temática do congresso “Eis que venho sem demora”, foi inspirada no livro de Apocalipse 3:11. Ela explica muito bem o espírito dos trabalhos realizados pela CIBEC e sua relevância para a administração do Templo, quem contou foi o pastor presidente Eleazar Torres: “É o departamento que atende a área social, em razão da carência que demanda em nossa região. A importância da CIBEC é exatamente esse atendimento à população carente e assessoria que da à presidência, com isso podemos organizar e atender melhor a todos”. Entre os convidados, prestigiaram a comemoração o Dr. Alessandro da Silva Costa– Subchefe da Casa Civil na Prefeitura do RJ, o pastor Camilo Figueiredo – Assembleia de Deus Ministério de Madureira em Vila Ponto Chic e pastor Lacy Camargo – Igreja Evangélica Exército da Salvação em Rio Comprido, além dos artistas, Midian Lima, Profético Soul e Ariely Bonatti.

O doutor Alessandro garantiu que: “Iniciativas como esta são de extrema importância, sobretudo com a atual crise econômica na qual estamos passando.”, afirmou. Ele analisou o momento de crise econômica-política e se mostrou favorável às ações sociais realizadas pela CIBEC. “Podemos constatar que o Estado quebrou e hoje mal consegue honrar com o pagamento dos servidores, a saúde e a educação estão deficitárias…então você precisa que outros entes surjam para poder entrar onde o Estado já não está alcançando. Por isso é de extrema importância iniciativas como essa que vi hoje, Organizações filantrópicas que exercem trabalhos sociais nesse vácuo.” Ele completou dizendo: “A bíblia nos diz, em II Reis 2:19-21, que em determinado momento os homens se aproximaram do profeta Elizeu indagando o porquê daquela terra, apesar de ser tão bela, ser improdutiva. E isso pode ser comparado ao Rio de Janeiro. Nossa cidade é reconhecida mundialmente como a cidade maravilhosa, uma das mais belas do mundo. Entretanto, apresenta um contraste social que por vezes mancha essa beleza. Por isso devemos fazer a diferença, assim como Elizeu fez. Somos nós quem Deus vocacionou como sal da terra e luz do mundo, portanto devemos estar onde o governo não alcança e assim poderemos fazer mudar essa realidade”.

Um dos pontos altos, durante a comemoração, foi a pregação abençoada do pastor Camilo Fiqueiredo que tomou por base o tema da festividade, apocalipse 3, e esclareceu: “Temos a impressão muitas vezes que ser santo é nunca cometer um erro. Ser santo é não se manter na falha. Há pessoas que acham que ser santo é não cometer nenhuma falha, esses nunca alcançarão o caminho da santidade. Porque nós temos por natureza o pecado e essa natureza nos leva a falhar todo dia. É como a bíblia diz, ‘a vida do justo é como a luz da aurora que vai brilhando, brilhando até se tornar perfeita’. Com o crente não é diferente, ele vai santificando, santificando até ser arrebatado.” Camilo também explicou o porquê da carta enviada à Filadélfia: “Jesus mostra-nos que mesmo sentindo-se fraco e com pouca força, não seremos vencidos por aqueles que são mais fortes. Porque o que o Senhor está dizendo para essa igreja é que, em razão da atitude de guardar a Palavra, eles foram blindados para não serem atingidos pelo mal também. E no final, aqueles que viriam para vencê-los, acabaram debaixo dos seus pés”. Disse o pastor.

Compartilhar!

POSTS RELACIONADOS

Deixe uma resposta:

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *