“DECLARA-ME O QUE TENS”

dezembro 4, 2017 0 Comentário »
Esse foi o tema da maior comemoração evangélica do bairro. A festa promovida pela
Catedral das Assembleias de Deus em Santa Cruz reuniu mais de 12 mil pessoas.

Por Monique Suriano

O 17º Aniversário de inauguração do templo da Catedral das Assembleias de Deus em Santa Cruz (CADESC) e o 23º Congresso da Confederação das Irmãs Beneficentes Evangélicas de Santa Cruz (CIBESC) é a maior comemoração evangélica de Santa Cruz, que mobiliza aproximadamente 4 mil mulheres uniformizadas que se reúnem durante quatro dias de muito louvor, adoração, e poderosas ministrações da Palavra de Deus. Este ano, a festa foi entre os dias 9 e 12 de setembro e contou com a participação dos cantores Elaine Martins, Família Wesley, Dupla Alisson e Neide e Banda Renovo no comando dos louvores. Os pastores Marcio Peixoto, Geziel Lima, Elizeu Rodrigues e a missionária Isa Reis ficaram a cargo das pregações. O tema, baseado no livro de 2 Reis 4.2, foi “Declara-me o Que Tens”.

Foi o pastor Marcio Peixoto quem ministrou a Palavra de Deus na noite de abertura. Ele leu em Lucas 7.36-38, e falou sobre a mulher que ungiu os pés de Jesus. “Adorador que é adorador não se apresenta vazio diante de Deus. Ela tinha um vaso de alabastro, e pelo valor, era um vazo diferenciado, porque a estética do vaso era muito bonita. O vaso de alabastro é lindo de vermos, mas o importante não é a estética, é a essência. Menos estética e mais essência. Deus quer saber o que está dentro. O que é que você trouxe para oferecer a Deus? Declara-me o que tens. Para ter o melhor de Deus, você precisa dar o que tem de melhor para ele”, orientou o pastor Marcio Peixoto.

No segundo dia, quem ministrou a Palavra de Deus foi o pastor Geziel Lima. Ele leu no tema da festa, em II Reis 4 e falou sobre a viúva de Serepta, que teve o azeite multiplicado por meio do profeta Elizeu.“O que ela tinha como reserva era um azeite da primeira prensa, bem grosso, que era usado como remédio. Deus vai usar toda essa situação que você está enfrentando para levar cura a outras mulheres. Não murmure e não recue. Não reclame dessa adversidade que te aflige. Tu serás remédio de Deus para curar outras pessoas!”, afirmou o pastor Geziel Lima.

No terceiro dia da festa foi a missionária Isa Reis quem pregou. Ela leu em Ester 2.7 e 11, e falou: “Há um verso em Salmos que diz: Deus está comigo entre aqueles que me ajudam”. Deus revela o seu cuidado através das pessoas que Ele coloca na minha vida, para me orientar, me confrontar, me proteger, me defender. Eu vejo Deus na minha vida através de gente como eu, que fica triste, que se alegra, que fica bravo, que pede perdão. As bênçãos que vêm de Deus para minha vida não descem numa cordinha, elas têm que passar pelas mãos de alguém até chegar até mim.

Quem ministrou a Palavra de Deus no encerramento da festividade foi o pastor Elizeu Rodrigues. Ele leu em Atos 9.32 e fez comparação entre Enéias e Dorcas. “Na igreja existem esses dois tipos de pessoas. Enéias está ali para ser achado, mas Dorcas é discípula, ela sentou para ouvir, ela congrega. A Bíblia diz que Dorcas é uma mulher cheia de boas obras e esmolas que fazia.  Enéias recebe, Dorcas dá. Alguém faz por Enéias, Dorcas faz por alguém. Para Enéias é melhor receber que dar, para Dorcas é melhor dar que receber”, explicou.

Compartilhar!

POSTS RELACIONADOS

Deixe uma resposta:

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *