CADESC promove a II Escola Bíblica de Obreiros e Membros

abril 22, 2016 0 Comentário »

O evento contou com palestras impactantes ministradas pelos pastores Eduardo Sampaio, Abner Ferreira e Enoque Vieira

Foi pensando no aumento das heresias no meio cristão e na importância do conhecimento bíblico para vencer toda e qualquer doutrina maligna, que a Catedral das Assembleias de Deus em Santa Cruz (CADESC) promoveu a II Escola Bíblica de Obreiros e Membros (EBOM) nos dias 27,28 e 29 de março. O evento coordenado pelo pastor José Pedro Teixeira contou com a presença dos pastores Abner Ferreira, Eduardo Sampaio e Enoque Vieira. O pastor Luiz Guatura, um dos colaboradores do seminário, também esteve presente.

Os palestrantes falaram abertamente sobre assuntos relacionados à conduta do obreiro cristão. A igreja ofereceu aos mais de 1.200 inscritos produtos personalizados como livro didático, caneta, crachá, e certificado de participação. “Tenho a certeza de que todos nós aprendemos muito com essas palestras. O II EBOM foi bom demais! Ano que vem tem mais”, antecipou o pastor José Pedro Teixeira.

Cheio do Espírito Santo e entoando o hino 394 da Harpa Cristã “A Mão do Arado”, foi que o pastor Eduardo Sampaio abriu a série de palestras na noite de abertura. Ele é mestre em Teologia, terapeuta da família, e autor de diversos livros “Espero que você tenha vindo para essa escola com espaço no seu vaso para Deus encher. Porque se você estiver cheio demais, certamente não terá espaço para Deus te abastecer de graça e da presença do Senhor Jesus. Se estamos numa escola como essa nós precisamos aplicar a nós três princípios: aprender, desaprender e reaprender”, afirmou o palestrante.  “A laranja só cresce enquanto está verde, depois que ela amadurece só tem mais um passo: apodrecer. Quando o obreiro acha que sabe demais, o próximo passo dele é apodrecer. Nós não podemos parar de crescer nunca. Quando a Bíblia diz apto para ensinar, significa apto para aprender; porque quem não se assenta para aprender, não está apto para ensinar”, completou.

O pastor Eduardo Sampaio também falou sobre Ética Ministerial. “Ética é aquilo que você faz quando todos te observam, caráter é aquilo que você faz quando ninguém te vê”. A maioria se preocupa com a reputação, poucos se preocupam com o caráter. E o caráter do homem deve ser como uma rocha: imbatível. Perca tudo, mas não perca o caráter; porque se você perder a dignidade, você perdeu tudo. Na minha trajetória ninguém nunca conseguiu me comprar. Eu não tenho nada que foi fruto de uma corrupção, de uma barganha suja. Paga-se muito caro para conservar a dignidade, mas vale a pena”, garantiu o escritor.

Na segunda-feira, dia 28 de março, o palestrante foi o pastor Abner de Cássio Ferreira, presidente da Convenção Estadual dos Ministros Evangélicos das Assembleias de Deus Ministério Madureira no Estado do Rio de Janeiro (CONEMAD-RJ). O pastor Abner falou sobre a importante recomendação de governar bem a própria casa.  “Governar a casa é administrar, dar direção, reger, ou seja, ser um líder na sua própria casa. Eu quero frizar uma coisa muito importante aqui. Eu não estou dizendo que o obreiro tem que ter todos os filhos dentro da igreja. Ter todos os filhos dentro da igreja é muito bom, é uma vitória, mas às vezes isso não acontece; os filhos crescem e tomam outros rumos na vida. E isso não significa que os pais sejam omissos. Eu conheci muitos santos homens de Deus, que em determinado momento os filhos se desviaram da casa do Senhor. Nós precisamos separar isso” exclamou.

Abner também enfatizou que o obreiro deve ser um homem dedicado a oração. “A coisa anda tão ruim, que tem casas por aí onde o pai não reúne a família para orar nem na hora da janta. Os crentes estão comendo com os olhos agarrados na televisão assistindo coisa que não presta. Não vou nem falar de culto doméstico […] Cerque a sua família de oração, cerque a sua casa de oração, cerque seus filhos de oração. Ore em todo o tempo”, finalizou.

Ficou a cargo do pastor Enoque Vieira, a ministração da palestra que encerrou a II EBOM. Com boa desenvoltura e vasto conhecimento bíblico, ele conquistou os ouvintes com sua mensagem forte, de confronto, e auto reflexão. “A gente precisa honestamente admitir, que se não houve um desvio que levou seguimentos que revindicam ser igreja para longe da perspectiva bíblico-cristã, no mínimo ela está esvaziada hoje enquanto conceito e enquanto verdade […] Não é a liderança que faz a igreja, é por existir a igreja, e por sermos igreja, que nela Deus nos fez líderes e obreiros para o serviço do Senhor. A igreja é agência de Deus na terra. Só a igreja tem a mensagem que o mundo precisa ouvir”, ressaltou.

O pastor Enoque foi conciso na explicação de que Deus deseja primeiramente o obreiro, e só depois o trabalho do obreiro. “Paulo foi quem tomou o maior tempo e se preocupou em delinear mais claramente as questões ligadas ao ministério. E nós vamos perceber, não só na carta a Timóteo, mas em toda a Bíblia Sagrada, que Deus se preocupa primeiro comigo e depois com o meu serviço na obra. Deus se preocupa muito com o que você é. Fazer sem ser tem pouca valia no reino de Deus; você precisa ser para fazer. O que eu sou vai refletir naturalmente no que eu faço”, destacou o pastor Enoque Viera.

FOTO LUIS FERNANDO MAGÃO

Compartilhar!

POSTS RELACIONADOS

Deixe uma resposta:

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *