Assembleia de Deus na Zona Oeste comemora 4º aniversário de fundação

agosto 23, 2016 0 Comentário »

A igreja liderada pelo pastor Luiz Santos já está prestes a inaugurar a 15ª congregação

Por Wilder Almeida e Monique Suriano

“Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos”. Foi recitando o Salmo 126.6, que a pastora Leninha Santos saudou os irmãos na noite de abertura do 4º Aniversário da Igreja Assembleia de Deus na Zona Oeste. “Esta é uma igreja nascida debaixo de lágrimas, de sofrimentos. Mas a semente quando é de Deus, ela cresce. Por muito tempo nós resistimos à voz do Senhor, mas no tempo de Deus Ele cumpriu os seus propósitos. Deus tem marcado este ministério com uma presença gloriosa. E é Ele quem tem feito esta igreja continuar de pé. Não é com a força do nosso braço, é com a força do Todo Poderoso. O inimigo pode tentar, mas a mão do Senhor nos sustenta”, disse emocionada a pastora Leninha. O evento aconteceu entre os dias 4 e 7 de agosto.

A noite de abertura da comemoração contou com a participação da cantora Shirley Carvalhaes, que cantou as músicas “Situações”, “Vou Adorar” e “Vendavais”. Foi o pastor Luiz Santos quem ministrou a Palavra de Deus. Ele falou sobre Daniel Berg e Gunnar Vingren, os pioneiros das Assembleias de Deus no Brasil. “Quando Daniel Berg e Gunnar Vingren chegaram a Belém do Pará, em novembro de 1910, ninguém poderia imaginar que aqueles dois jovens suecos estavam para iniciar um movimento que alteraria profundamente o perfil religioso e até social do Brasil por meio da pregação de Jesus Cristo como o único e suficiente Salvador da humanidade. A mensagem deles era simples: Jesus salva, cura, liberta e batiza com o Espírito Santo. Muitos não entenderam a chamada deles, mas o que importa é obedecer a Deus!”, disse o pastor.

Luiz Santos ainda revelou detalhes sobre o seu chamado ministerial. “Em 2008 eu participei de um congresso com mais de quatro mil pessoas e, de repente, o pastor Geziel Gomes foi tomado em profecia e me chamou pelo nome. Eu fui impactado naquela noite, e hoje eu entendo que Deus estava derramando uma unção sobrenatural sobre a minha vida. Eu ainda resisti o chamado de Deus durante quatro anos. E Deus foi me apertando cada vez mais. Eu estava desempregado, vivendo do ministério, mas quando Deus chama, Ele garante. Hoje nós estamos aqui e já vamos inaugurar a 15ª congregação. As dificuldades foram imensuráveis, o início nos proporciona medo, o novo na verdade é um risco. E o risco era iminente por falta de mão de obra qualificada em virtude da escassez de recursos, mas quando você tem a convicção de quem te chamou você rompe todas as barreiras através de muita oração. É Deus quem está nos dando crescimento, e a glória é somente D’Ele!”, contou o pastor presidente.

Na sexta-feira, dia 5, a Rede Jovem abriu o culto com as músicas “É De Coração” e “Eu Sou Livre”. Em seguida, o Grupo Nova Geração assumiu o louvor com as músicas “Noite de Milagre” e “O Grande” em ritmo de pagode. E foi a missionária Kátia Souza quem pregou a Palavra de Deus. Ela falou sobre a experiência vivida pela rainha Ester. “O texto diz que Hamã não aceita o fato de Mardoqueu não se curvar perante ele. O que trás a fúria sobre a nossa vida é o fato de você não se dobrar!”, disse ela. “Ester já está no palácio, mas não esquece de Mardoqueu, não esquece de suas origens. Tem gente esquecendo o propósito para o qual Deus o elevou. Você é apenas um instrumento, não se deslumbre com o palácio, porque Deus tem muito mais que o palácio para você!”, garantiu Kátia. “A apesar de algumas traduções dizerem o contrário, o rei Assuero não viu Ester. Ela não estava no campo de visualização dele. Mas ele a reconhece pelo cheiro. Ester precisou passar por todo aquele processo de embelezamento com óleos e especiarias, porque Deus estava tirando aquilo que era dela, para colocar aquilo que era D’Ele. Deus colocou o Seu aroma nela. E por isso, ela não precisou pedir, o rei a mandou entrar. O acesso é liberado para quem é obediente!”, concluiu a missionária Kátia.

No sábado, dia 6, a pregação da Palavra de Deus ficou a cargo do pastor Maurinho Ferreira. Ele falou sobre Naamã. “Aquela menina foi a resposta para a cura de Naamã. Você vai ser a resposta para a cura de alguém. Você é o profeta da sua casa […] Naamã vai à casa do profeta e lá ele recebe a má notícia de ter que dar sete mergulhos no Jordão. O milagre que você tanto deseja, não vai acontecer do jeito que você pensa, mas do jeito que Deus pensa. O nosso problema é querer tudo do nosso jeito. Meu sonho era ser jogador de futebol, mas Deus queria me levar às nações para pregar a Palavra de Deus. Os pensamentos de Deus são maiores!”, garantiu o pastor Maurinho. “Você não vem à igreja para receber, você vem à igreja para entregar. Mas Deus é tão bom que Ele recebe o que você veio entregar e ainda te entrega o que você precisa”, completou o pregador.

A manhã do domingo, dia 7, foi marcada pelo emocionante batismo de 35 novos convertidos e pela consagração de 115 obreiros. Na ocasião, o pastor Luiz Santos deixou uma orientação para os recém- consagrados. “O obreiro precisa se atualizar através de cursos, seminários, cultos de ensinamento. Nós lutamos contra um inimigo invisível e as armas deste mundo não servem, precisamos de armas espirituais”, enfatizou ele. Antes da ministração da Santa Ceia, o pastor também deixou uma palavra para reflexão. “Existem muitas denominações cheias por causa da Teologia da prosperidade. Muita gente quer dinheiro, cura, casamento. E a salvação? Depois da morte, segue-se o juízo. E dentro do caixão não entra nada. Não queremos conduzir uma igreja inchada, cheia de campanha. Nós precisamos é de culto de ensinamento, para aprender princípios como submissão. Nós somos soldados de Cristo e precisamos aprender a aplicar a Palavra de Deus primeiro nas nossas vidas, para depois aplicá-la a vida dos outros. Reveja seus conceitos!”, orientou o pastor Luiz Santos.

Estiveram presentes na noite de encerramento da festividade, o irmão Elizeu Kessler e o pastor Willian Barros. Na ocasião, o pastor Luiz Santos foi homenageado pelo coordenador do projeto Restaurando Vidas.  “Agradeço a Deus pela vida do pastor Luiz Santos, pois seu apoio tem sido fundamental em nosso projeto. Chegamos à marca de cinco mil vidas restauradas aqui em Santa Cruz”, disse o evangelista Fábio Silva. O pastor Willian Barros pregou em Gênesis 26.18 e falou sobre Isaque. “Abraão, Isaque e Jacó marcaram suas trajetórias de diferentes maneiras. No caso de Isaque, seu grande trabalho foi a revitalização de poços que estavam inutilizáveis. Isaque perde todos os poços para os pastores de Gerar, até que ele cava um que não é reivindicado pela descrença dos pastores. Isaque prospera, porém sempre seguindo os princípios da Palavra, não se deixando levar pela ganância ou vaidade. Até que Deus o manda sair do seu conforto e partir para outra cidade. Isaque vai, e quando chega lá Deus lhe entrega todas as promessas de Abraão. Ele sente-se honrado e levanta um altar no mesmo local. Sua vida é baseada nos princípios da Palavra de Deus ou pela pressão do momento?”, indagou o pregador.

 Deputado federal Rodrigo Maia na ADZO

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, esteve presente no culto de Santa Ceia realizado na ADZO na manhã do domingo, dia 7. “Gostaria de agradecer a oportunidade de estar aqui hoje com vocês. O país vive um momento difícil e nós temos a missão de superar esse momento ruim. O meu desejo é colaborar para que possamos aprovar leis que beneficiem as nossas famílias. Como cristão católico eu tenho a consciência que preciso receber a oração da igreja”, disse Rodrigo Maia.  Em seguida, o pastor Luiz Santos tomou a palavra dizendo: “O nosso país está precisando de homens sérios” e seguiu em oração.

FOTOS FRANKLIN FRICKS

1 2 3 4 12 11 10 9 8 7 6 5

 

Compartilhar!

POSTS RELACIONADOS

Deixe uma resposta:

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *